Prefeitura Municipal de São Miguel do Tapuio - Respeito a nossa gente

Milhares de mães participam de festa patrocinada pelo Executivo

Data de publicação: Segunda, 15/05/2017, 09:06h

Font minus   Font plus
Filipe Germano Milhares de mães participam de festa patrocinada pelo Executivo Festa das Mães

A Prefeitura de São Miguel do Tapuio, no Piauí, realizou na tarde de ontem, 14 de maio, uma grande festa em comemoração ao Dia das Mães que é uma data em que se homenageia a mãe e a maternidade. No Brasil a data é comemorada sempre no segundo domingo de maio.

O evento realizado por meio da Secretaria de Promoção, Assistência Social e Trabalho, comandada pela primeira dama, Dona Maria do Carmo, deu inicio às 17h e foi sediado na quadra esportiva localizada no Bairro Canto.

Milhares de mães participaram do evento que contou com apresentação da Banda de Musica do Projeto Cidadão Afinado. O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos apresentou vários números em homenagem as mães: Canto Coral, Balé, Peça de Teatro, Dança Coreografada e Dança de Rua.

Durante a abertura do evento a primeira dama, Dona Maria do Carmo, proferiu discurso parabenizando a todas as mães são-miguelenses e agradecendo a equipe que trabalhou na realização da grandiosa festa.  O Prefeito Lincoln Matos falou da figura, importante, que é a mãe para o equilíbrio da família.

O evento contou ainda com o sorteio de centenas de brindes, entre eles fogão, lavadeira, forno micro-ondas, TV, jogo de panelas, ventiladores, ferros de passar, batedeiras, liquidificadores entre vários outros.

Após o evento todas as mães presentes participaram de um coquetel especial.

Em sua pagina social, Facebook, o prefeito Lincoln Matos divulgou sua mensagem às mães são-miguelenses, confira na íntegra:

HISTÓRIAS DE MÃES

Final da tarde, cheguei à propriedade de um amigo no interior daqui e observei uma criação que me observava a poucos metros da porteira de acesso . De repente, ao cruzarmos a porteira, meu acompanhante e eu fomos enfrentados pela cabra a defender seus ainda úmidos cabritos , paridos e parados no pé da cerca ! COMOVENTE O CUIDADO DAQUELA MÃE.


Café da manhã em nossa casa sempre há alguém com algo a tratar. Geralmente pessoas conhecidas, amigas. Às vezes, nem tanto!


Naquela manhã, surpreendeu-me aquela senhora próxima à mesa, ora cabisbaixa ora olhando o vazio, fácies de sofrimento crônico agudizado, sem conseguir falar.


- Pois não, senhora. Diga, falei.
Chorosa, titubeante, visivelmente vexada, ela balbuciou: “ nunca pensei chegar a esse ponto! ...”
- Fique à vontade, disse-lhe eu. Pode falar. 


Ela, por razão/razöes que desconheço, não só sempre foi minha adversária política (eu sabia) como me destratava gratuitamente (também sabia), juntamente com toda sua família, e estava ali para me pedir uma ajuda . Só eu lhe poderia ajudar porque não fora atendida onde buscara socorro, disse ela.
Relatou-me a gravíssima situação de seus familiares ausentes e prontamente, graças a DEUS, consegui resolver sua enorme aflição. MÃE AFLITA QUE, PELOS FILHOS, VAI ATRAS DE UM "INIMIGO"!

Fim de tarde, eu lia na varanda de minha casa , quando irrompeu aquela senhora , por quem sempre tive e tenho todo respeito, correndo com uma criança nos braços, chorando e pedindo desculpas, pedindo desculpas pela invasão, chorava ela.


Um parêntese: familiares seus viviam às turras comigo, há um bom (ou mau?!) tempo. Retomando o relato.


A criança conduzida nos braços era seu filho, recém chegado de consulta com o especialista na capital , e chorava sem parar. 


Examinei o pequeno paciente e diagnostiquei iatrogenia provocada pela medicação que usava ( ácido nalidíxico). Suspendi a medicação, tranquilizando a mãe quanto ao que ela pensara ser, por exemplo, meningite.


A MÃE IGNOROU TODAS AS PROIBIÇÕES QUE SE LHE IMPUSERAM PARA SOCORRER O FILHO.


Da criação inicial às criaturas essenciais de nossas vidas aqui citadas, MÃE ENFRENTA A TUDO E A TODOS POR SUA CRIA.


Mas há mães que “se aproveitam” dos filhos!
Conheço muito bem uma que, na falta do ar refrigerado, na falta de energia elétrica, aproveitava o xixi eventual do Fábio em nossa cama para descansar um pouquinho refrescada.


Beijão p’ra ELA e a todas as mães, também na pessoa de minha mãe, dona Helena.


Fonte: Filipe Germano



Mais notícias